Logo Corretores de Seguros
Fenacor

SITES RESPONSIVOS PARA
CORRETORES DE SEGUROS
Associe-se ao serviço
Faça sua Incrição

Sites Responsivos

Ajusta-se a tablets e celulares,
aparecem mais na busca do Google.

Blog
SEO
Facebook Ads
Google Adwords
Sites Personalizados

Consulte-nos

Benefícios


Site Responsivo
Padrão ou Personalizado
Chat Online
Suporte
10 contas de e-mail
Atualização de conteúdo

Veja os modelos Padrão

Valores


Taxa de Instalaçao do Site Padrão
R$ 379,90 (parcela única)

Mensalidade
R$ 39,90

Faça sua Inscrição

MODELOS


Sites Responsivos ajustam-se às telas dos dispositivos eletrônico, reposicionando automaticamente os elementos do site em cada dispositivo utilizado, a fim de mantê-lo funcional em vários formatos e tamanhos de tela.

Ter um site responsivo, é fundamento para que sua empresa se destaque nos mecanismos de buscas.

O Site Responsivo também possibilita ao usuário uma experiência agradável na navegação.

Com conteúdos relevantes e posicionamentos adequado de cada item inserido no site, o cliente recebe informações claras e objetivas sobre sua empresa e seu produto.

ESCOLHA SEU MODELO

Clique nos botões abaixo e veja as cores dos modelos e um exemplo de como ficará seu site.

Clique nos botões abaixo e veja as cores dos modelos e um exemplo de como ficará seu site.

Clique nos botões abaixo e veja as cores dos modelos e um exemplo de como ficará seu site.

Clique nos botões abaixo e veja as cores dos modelos e um exemplo de como ficará seu site.


Notícias do Mercado de Seguros

Executivo pode ter que compensar despesas de outros poderes
Ter - Junho 12, 2018 2:14 pm  |  Artigo Acessos:872  |  A+ | a-
Fonte: CNC

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, estimou que o Poder Executivo pode ter que compensar em R$ 2,2 bilhões as despesas de outros poderes que ultrapassarem o teto de gastos em 2019. Esteves Colnago deu a informação ao participar de uma audiência na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional (CMO).

Pelas regras do teto de gastos públicos, em vigor desde 2016, as despesas de um ano estão limitadas à variação da inflação em 12 meses até junho do ano anterior. A norma diz que pode haver compensação das despesas que superarem esse limite dos demais poderes, pelo Executivo, mas somente até 2019.
Top