Logo Corretores de Seguros
Fenacor

SITES RESPONSIVOS PARA
CORRETORES DE SEGUROS
Associe-se ao serviço
Faça sua Incrição

Sites Responsivos

Ajusta-se a tablets e celulares,
aparecem mais na busca do Google.

Blog
SEO
Facebook Ads
Google Adwords
Sites Personalizados

Consulte-nos

Benefícios


Site Responsivo
Padrão ou Personalizado
Chat Online
Suporte
10 contas de e-mail
Atualização de conteúdo

Veja os modelos Padrão

Valores


Tax de Instalaçao do Site Padrão
R$ 379,90 (parcela única)

Mensalidade
R$ 39,90

Faça sua Inscrição

MODELOS


Sites Responsivos ajustam-se às telas dos dispositivos eletrônico, reposicionando automaticamente os elementos do site em cada dispositivo utilizado, a fim de mantê-lo funcional em vários formatos e tamanhos de tela.

Ter um site responsivo, é fundamento para que sua empresa se destaque nos mecanismos de buscas.

O Site Responsivo também possibilita ao usuário uma experiência agradável na navegação.

Com conteúdos relevantes e posicionamentos adequado de cada item inserido no site, o cliente recebe informações claras e objetivas sobre sua empresa e seu produto.

ESCOLHA SEU MODELO

Clique nos botões abaixo e veja as cores dos modelos e um exemplo de como ficará seu site.

Clique nos botões abaixo e veja as cores dos modelos e um exemplo de como ficará seu site.

Clique nos botões abaixo e veja as cores dos modelos e um exemplo de como ficará seu site.

Clique nos botões abaixo e veja as cores dos modelos e um exemplo de como ficará seu site.


Notícias do Mercado de Seguros

Viagem ao exterior: 65% não contratam seguro
Ter - Fevereiro 21, 2017 4:13 pm  |  Artigo Acessos:12413  |  A+ | a-
Fonte: Clube dos Corretores de Seguros 

Para quem está planejando viajar no carnaval ou em um dos feriados prolongados de 2017, uma dica é contratar o seguro viagem. “É necessário considerar os riscos na hora de planejar os momentos de lazer. Viajar para o exterior sem seguro pode sair caro em caso de doença ou acidente”, explica o presidente do Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro (CCS-RJ), Jayme Torres. 

O seguro viagem vai muito além do extravio de bagagem e assistência médica e, hoje, há planos para todos os gostos, de acordo com o destino e roteiro da viagem. Alguns exemplos são: garantia da hospedagem e alteração da passagem aérea nos casos de acidente; custear passagem de ida e volta para um familiar te acompanhar no país em que ocorrer o acidente; assistência jurídica; medicamentos; assistência odontológica; repatriação; extensão de internação hospitalar etc. 

Antes de fechar o contrato é preciso ter o roteiro bem definido, pois o seguro viagem valerá dentro do destino informado e apenas no período estipulado no contrato. “Se mudar o roteiro e decidir visitar algum outro país, é preciso informar o corretor para garantir a cobertura”, esclarece Jayme. 

Além disso, é importante pesquisar os custos de alguns procedimentos médicos no país de destino, como, por exemplo, o custo de uma diária hospitalar. A partir disso é possível definir qual cobertura contratar, que pode variar de 30 mil a um milhão de dólares. “Há países como os EUA que o gasto com um exame médico é alto. Por isso o país de destino deve ser considerado, para o turista não ter nenhuma surpresa depois”, completa. 

Segundo o corretor Luiz Mário Rutowitsch, diretor do CCS-RJ, apenas 35% dos brasileiros contratam seguro viagem quando vão ao exterior e, em viagens nacionais, esse número cai para 15% a 20%. “Um número baixo ainda se levarmos em conta a importância desse tipo de seguro”. Ele explica que o valor da contratação normalmente é 5% do valor da viagem. “Um custo baixo para o tamanho do risco. Ninguém viaja querendo se acidentar, mas é uma possibilidade que deve ser considerada para não ter gastos financeiros ainda maiores”. 

Outra dica é informar se irá praticar esportes durante a viagem como surfe, esqui ou corrida. Há apólices mais amplas, especificas para estes casos, com valores mais altos de cobertura, já que há maior risco de acidentes. Confira mais algumas dicas sobre o seguro viagem: 

Cartões de crédito e plano de saúde 

Algumas bandeiras dão como bônus o seguro viagem para quem comprar a passagem com o cartão, mas é importante verificar as condições desse seguro para saber as coberturas. E há planos de saúde que reembolsam gastos médicos fora do país. Verifique seu contrato antes de fazer o seguro viagem. 

Alguns países exigem o seguro 

Vários países da Europa são signatários do Tratado de Schengen, que exige que o turista tenha um seguro viagem com cobertura mínima de 30 mil euros. E, por isso, é exigido ao turista, já no aeroporto, na conferência do passaporte. Recomenda-se que os viajantes levem o contrato do seguro viagem impresso. 

Alguns países que fazem essa exigência: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Itália, Irlanda, Islândia, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, Reino Unido, República Tcheca, Romênia, Suécia e Suíça. 

Estudante de intercâmbio 

Muitos países exigem a obrigatoriedade da apresentação de um seguro viagem que contemple assistência médica/odontológica aos estudantes de intercâmbio. São estipulados, inclusive, os valor mínimos de cobertura, que devem ser consultado nos consulados. Uma média, por exemplo: na Austrália e nos EUA, o valor mínimo da cobertura deve ser de 50 mil dólares. 

Esporte 

Aumentou o número de brasileiros que viajam hoje em dia para praticar esportes de aventura como esqui e surfe e, por isso, hoje as seguradoras já oferecem uma cobertura mais ampla e adequada para esse tipo de turista. E é importante informar ao corretor que a viagem é para este fim, para que a cobertura seja garantida. Se a pessoa contratar o seguro normal e sofrer algum acidente praticando o esporte, o seguro estará isento de cobertura. 

O viajante deve confirmar, nas condições gerais do contrato do seguro, se há cobertura pra o esporte que ele deseja praticar. 

Seguradoras estrangeiras 

Cuidado ao contratar com seguradoras estrangeiras. Verifique se a empresa tem filial ou alguma seguradora parceira no Brasil. De acordo com a legislação brasileira, não podem comercializar seguros a residentes brasileiros empresas que não possuem escritório no Brasil, por questões de 

impostos e fiscalizações do Governo. 

Cancelamento Prévio de Viagem 

Se você está programando a viagem, mas está com receio de ter que transferir a data, há apólices que permitem essa possibilidade. O cancelamento até 48h antes da data marcada para viajar. 

Telefone útil 

As seguradoras possuem centrais de atendimento em todo o mundo, na maioria dos casos, com atendimento em português. 

A Susep – Superintendência de Seguros Privados disponibiliza um telefone para quem quer ou verificar a procedência de uma seguradora ou corretora antes de contratar um seguro. É o 0800 021 8484. 

A Susep é o órgão do Governo Federal responsável pelo controle e fiscalização do mercado de seguros.
Top